/// . Baobá Voador .
Pipa pela vida

👩🏽‍🌾👩🏽‍⚕️👩🏽‍⚕️ 👨🏾‍🍳 Somos moradores e moradoras de Pipa, alguns de nos nasceram aqui, outros vieram de muitos lugares do Brasil e do mundo. Recebemos com muita preocupação a noticia que a Prefeitura optou por reabrir o comércio e demais atividades da Vila nesse momento tão trágico que viemos. Sabemos que o municipio não conta com equipamento médico suficiente para atender uma demanda grande de doentes, assim como a capital que já funciona desde o começo do mẽs de junho em seu estado máximo, com 100% dos leitos de emergência ocupados.

A caracteristica de um ponto turistico é ainda mais agravantes pois atrai pessoas de outras regiões que estão com número de casos ainda mais altos, tornando Pipa um provável foco e difusor de ainda mais contaminação. Será de verdade que uma pessoa fazendo turismo nesse momento deve ser prioridade sob nossas vidas? Existe turismo num momento de pandemia global?

É lamentável que vivemos sem expectativas. Sabemos que o governo federal não tem feito o seu papel de defensor da vida e do bem-estar de suas populações. Não temos nem um ministro da Saúde (nem Cultura, nem Educação). Sem a garantia da extenção do auxilio de de r$600 muitxs de nós não teremos opção senão voltar a trabalhar, arriscando nossoas vidas. Compreendemos que muitos comerciantes estão a beira da falência, sabemos que não é uma decisão fácil… mas precisamos nos orientar, principalmente neste momento, para o nosso cuidado coletivo. É sobretudo xs trabalhadorxs formais e informais de Pipa que terão que pagar a conta com suas vidas. São elxs que dependem do SUS. Ao contrair a doença na rua, leva consigo o vírus para casa e contamina sua família. Qual a segurança que esse trabalhador tem que não terá contraido o virus no trabalho, haverão testes depois do expediente? É o patrão que vai arcar com os custos dessa familia caso adoeça?

Como os primeiros casos de coronavirus em Pipa foram em jovens e crianças não podemos nesse momento deixar de nos perguntar, como mães que somos: Se tivermos que voltar ao trabalho, como nossas criancas voltarão as aulas para salas de aulas que não tem janelas (todas as salas de escolas publicas fecharam suas janelas para a instalação de ar condicionado), sem papel higênico, super lotadas, como seus professores estão se preparando para isso? Como as escolas estão se preparando para isso? A trabalhadora de Pipa sofre duplamente.

Aonde estão os agentes de saúde, as cartilhas de informação sobre o vírus, os testes? Há tanto o que se fazer ainda…

Pipa é turismo, é setor produtivo mas também é feita de centenas de trabalhadores, autônomos, pescadores, crianças, professores, profissionais da saúde, idosxs, muitas pessoas que vivem para além do turismo. É essa Pipa profunda, com seus conhecimentos, tambores, dramas e poesias que (mesmo nunca sendo privilegiada) amamos e que generosamente nos dá com sua natureza a certeza e força para nos manter aqui, é o que nos fortalece.

O coronavirus vai passar. Muitos lugares do mundo que foram atingidos antes, fizeram o confinamento e estão hoje re-abrindo. Mas em nenhum lugar do mundo a re-abertura foi feita no auge da contaminação como acontece no Brasil. Somos o segundo lugar em todo o planeta que mais se morre pelo vírus, em breve serão 50 mil famílias atingidas por essa tragédia, 1 milhão de pessoas doentes. Não lutamos só contra uma doença mas sofremos também, e principalmente, por uma forma de organização social que não prioriza a vida humana. Chamam isso de necropolítica.

Vivemos um momento em que tomar lados já não é mais uma questão de orientação política ou que envolve a um “setor” ou outro, uma ou duas reuniões. Somos hoje um corpo-coletivo. Essa é a chance que temos de olhar um para o outro, sem distinção, e decidir juntxs o que fazer. É um momento de refundação da solidariedade. Que saiamos dessa com saúde e mais fortes! NÃO A REABERTURA DE TIBAU DO SUL !!!!

Lembrem-se, ainda estamos ganhando…
Coronavírus: 14 Estados têm queda de internações após isolamento social; DF e outros 6 Estados enfrentam alta https://www.bbc.com/portuguese/brasil-53091219…
Nove dos dez hospitais públicos do RN estão com 100% dos leitos para Covid-19 lotados; estado tem 41 pacientes na fila por leito crítico https://g1.globo.com/…/nove-dos-dez-hospitais-publicos-do-r…

Ou não…

O Estado de S.Paulo
5 Junho 2020 Sexta-feira

“Não tenho o que fazer. Ela vai entrar aqui para morrer.” As frases ditas por uma médica na porta de entrada da Urgência e Emergência do Hospital Municipal Belarmina Monte, em São Gonçalo do Amarante, comprovam a situação dramática dos pacientes graves de coronavírus no Rio Grande do Norte.
A ocupação dos leitos de UTI para os casos está em 95% na região metropolitana de Natal – quase 1,7 milhão de habitantes. A aposentada Iraci Fonseca Salviano, de 84 anos, chegou ao Belarmina Monte na quarta-feira, horas depois de ter sido socorrida numa intervenção que necessitou até troca de ambulância e que ela fosse entubada na Base de Apoio do Samu Metropolitano em outra cidade, Macaíba, devido ao agravamento de seu estado. Mas, ao retornar ao hospital de São Gonçalo do Amarante, seu acesso foi negado por uma médica plantonista. “Não tenho onde colocar. O que eu vou fazer, pelo amor de Deus? A senhora quer subir para ver? Ela vai entrar aqui para morrer. Não tenho o que fazer. Eu não posso receber”, repetia. A idosa esperava há quase cinco horas por internação. A médica dizia que não havia espaço e chamou Luciana Fonseca, filha de Iraci, para entrar no hospital e visualizar a situação dos leitos de enfermaria e UTIs, lotados. “É um desespero para nós. Não é má vontade. A gente não tem onde botar.” A médica não foi localizada. Desesperada, Luciana ameaçou chamar polícia, Conselho Regional de Medicina e Ministério Público. “Foi somente depois de afirmar que chamaria esses órgãos que a assistente social do hospital disse que conseguiria um leito, mas que não seria de UTI”, afirma. Em nota, a assessoria de imprensa da prefeitura disse que a paciente Iraci está “estável, entubada, com ventilador mecânico” e que fará o teste para a covid-19 nas próximas horas.
#pipafechada #pipapelavida

Leave a Reply